Pai dopa filha e a estupra por 6 dias até que vizinho escuta grito de socorro e age ~ Umbuzeiro Notícias

Partidos de oposição em Umbuzeiro realizam convenção no dia 30 de julho

Os partidos de oposição em Umbuzeiro, formados pelas Comissões Provisórias Municipais do  PSB, PTC, PRB, PTN, PT do B, PPS e do Diretório M...

CLIQUE NA IMAGEM OU AQUI PARA LER MAIS TEXTOS

Anuncie seu comércio

Anuncie seu comércio

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

29 de janeiro de 2020

Pai dopa filha e a estupra por 6 dias até que vizinho escuta grito de socorro e age


O pai de uma adolescente de 17 anos, de Cuiabá, é suspeito de dopá-la, com medicamento, para depois estuprá-la. O caso veio à tona nesta segunda (27). A vítima começou a gritar por socorro e foi socorrida por um vizinho e pelo vigilante do condomínio Residencial Paiaguás, onde os envolvidos moram.
Quando a testemunha entrou no apartamento, o pai estava abraçando a filha por trás, impedindo que ela fugisse.
A vítima relatou que há uma semana estava sendo abusada sexualmente pelo pai e que os estupros chegavam a acontecer pelo menos cinco vezes ao dia, sem preservativo.
De acordo com relato da garota, na quarta (22), o pai, 43, lhe deu um remédio. Ela não soube explicar que medicamento era esse. Depois disso, perdeu os sentidos por um período e, quando acordou de madrugada, estava sem roupas e o pai fazia sexo oral nela. Percebeu que estava sentindo fortes dores na vagina.
A menina relata que, após esse primeiro abuso, iniciou-se uma série de estupros diários, de quarta até ontem.
Quando foi nesta segunda, o vizinho ouviu os gritos de socorro. A menina estava tentando fugir de mais um estupro do pai. Ela correu para o banheiro e gritou pedindo ajuda.
O suspeito conseguiu entrar no banheiro e agarrar a filha. Foi neste momento que a testemunha entrou e presenciou a cena. A vítima chorava muito. Quando notou que o vizinho estava dentro da casa, vendo toda a situação, o estuprador tentou fugir, mas foi impedido pelo porteiro do condomínio.
Eles chamaram a Polícia Militar, que prendeu o pai e o levou algemado à Central de Flagrantes. Na tarde desta terça, em audiência de custódia, o Judiciário vai definir se ele responderá pelo crime preso ou não.
Outro caso
A PM foi acionada para atender outro caso de abuso também na noite desta segunda no bairro Ribeirão do Lipa na Capital. O vizinho tirou a roupa e estava mostrando o pênis para uma criança de apenas 4 anos. A própria menina, que estava com atitudes estranhas, falou para mãe - ele tirou a roupa - e apontou o vizinho.
Assustada a mãe acionou a polícia que o prendeu.

O suspeito também passará por audiência de custódia nesta terça à tarde.

Artigos Relacionados:

0 comentários:

Postar um comentário