Umbuzeiro tem o segundo pior índice de gestão fiscal da Paraíba

Correio da Paraíba - Sábado, 30 de julho de 2016 - Economia

A edição 2016 do Índice FIRJAN (Federação das Indústrias do Rio de Janeiro) de Gestão Fiscal (IFGF) analisou a situação fiscal de 194 dos 223 municípios da Paraíba, onde vivem 3,6 milhões de pessoas – 91,3% da população do estado. O percentual de prefeituras mal avaliadas no IFGF (99,5% com conceitos C e D) é o maior entre todos os estados e o IFGF médio das prefeituras paraibanas foi de 0,3006 pontos, 32,2% inferior à média nacional. Bernardino Batista foi o único município com Conceito Bom, o B (0,5%). Já Puxinanã  e Umbuzeiro foram as piores de todas no Estado.
Fonte: Correio da Paraíba

Os dados mostraram que a situação fiscal dos municípios se deteriorou ainda mais em 2015: 79,9% das prefeituras (155) receberam conceito D, proporção superior à observada no ano anterior (71,0%) e a segunda maior entre as unidades da federação. Somam-se a essas prefeituras as 38 cidades (19,6%) com situação fiscal difícil (conceito C).
Nenhum município do estado apresentou gestão fiscal excelente (conceito A) e apenas uma cidade conquistou boa gestão fiscal (conceito B) em 2015. Praticamente todas as prefeituras registraram dificuldades na gestão fiscal em 2015. Dessa forma, entre os 500 menores IFGFs do país, 75 são da Paraíba – 38,7% dos municípios ficaram neste grupo, uma das maiores proporções do país, atrás apenas da Bahia (82) e de Pernambuco (79). Dentre esses, 22 figuraram entre os 100 piores do país.
Critérios
O IFGF é composto por cinco indicadores: Receita Própria, Gastos com Pessoal, Investimentos, Liquidez e Custo da Dívida.

Fonte: Correio da Paraíba

Postar um comentário

0 Comentários