Eleições 2016: A política em Orobó virou Piadas...

Entre tapas e beijos, ofensas e abraços, os oroboenses entraram num labirinto. Ninguém sabe quem é quem!

Atual Gestor                                                                            
X    Dui do Bujão
                      






X   Manoel João.
                                  






E o Povo? Tudo junto e misturado.
O povo foi esquecido, humilhado, maltratado, ofendido, lesado....
O povo  aprendeu ou esqueceu? Gravaram na alma ou têm memória curta? Agora Você quer?
Agora todo mundo quer.
Manoel João três vezes prefeito, muita coisa boa, foi feita e tantas outras deixadas de fazer. Tem um bom coração, e de seguidores tinha uma legião. Sorriso aberto, gestos largos, e desorganização. Por tanto, cercado de virtudes e defeitos. Muita gente sonha ter de volta esse prefeito. É possível se sentir saudades do calor do sertão, quando se estar na geleira do polo norte. Por que não?

Dui do Bujão: Pelas ações  e compromisso com a palavra dada o mais digno, o mais justo. Aquele que até hoje,  honrou o que disse no palanque. Mas quantos estarão dispostos a seguir o caminho mais  estreito? Nunca foi prefeito, tem um forte concorrente. Não o ingrato.Mas, a máquina Poderosa do poder. A PMO; e de contrapeso toda a história construída em três mandatos pelo velhinho do povo. É pário para quem tem coração de aço. Reafirmo que ainda acho, ser Dui, o melhor caminho para Orobó. Estarei junto até o último voto contado em outubro de 2016. Quantos terão a minha coragem?

Atual gestor: Para quem o elegeu seu nome é ingratidão. Para quem o maltratou seu nome é perdão? Ou falsidade?Vamos ter que esperar o dia D para saber. Orobó terá uma grande surpresa.
Saberemos quando contarem os votos nas urnas. Se depender dos aplausos por onde ele passa,  a coisa está feia. Em todos os tempos nunca vi um governante discursar e não receber uma manifestação de carinho do público, como o que constatei no evento de Serra de Capoeira. Até Maria Sebastiana de João Alfredo, foi mais aplaudida.


A política em Orobó .
É piada sem igual
Almoça-se com Dui do Bujão
E janta-se com Chaparral

Todo mundo agora quer
Está perto da eleição.
Quem será que vai digitar
Os números da ingratidão?


Ninguém sabe quem é quem
O povo também aprendeu
A mentir para os políticos
Como homens às amantes
Pagando o que eles fazem
Com o povo nos palaques.

Vereador publicamente
Xinga ,cobra, mostra defeitos
São chamados aos acordos
E o errado vira perfeito.

Muita gente desonesta
Grita serei quem der mais
Que se não ganhar na campanha
Eu não ganho é nunca mais.

Até mesmo ativistas
Dos processos digitais
Um dia xinga em excesso
Outro elogia demais.

Oh mundão esculachado
Esse Orobó se tornou
Compra-se gente como ovelhas
Lá no curral do pastor.

Aqui perdeu o sentido
A palavra cidadania
Nem os políticos são justos
Nem as suas companhias

Honestidade, caráter
Foi tudo incinerado
Igual lixo hospitalar
Que só presta pra ser queimado.

Quero morrer pobre e digna
Mesmo que eu fique só
Mas essa riqueza imunda
É das lepras a pior.

A herança que eu deixo
Para meus filhos queridos
É o orgulho de ter
Minha moral e princípios
Para não envergonhá-los
Do que faço e do que digo.


Escrito por Madalena França.

Fonte http://comdeuseaverdade.blogspot.com.br/2015/07/eleicoes-2016-politica-em-orobo-virou.html?spref=fb

Postar um comentário

0 Comentários