TJPB condena 62 prefeitos, ex-gestores; veja nomes ~ Umbuzeiro Notícias

WHATSAPP

WHATSAPP
Fatos & Fotos

ELEIÇÕES 2016

CLTR TV

Paraíba com memória

CLIQUE NA IMAGEM OU AQUI PARA LER MAIS TEXTOS

O que achou do site?

EM QUEM VOCÊ VAI VOTAR PARA O CONSELHO TUTELAR DE UMBUZEIRO

OBSERVAÇÃO

Onde se lê: 11 - MARLO leia-se: 11 - MARLON

Partidos de oposição em Umbuzeiro realizam convenção no dia 30 de julho

Os partidos de oposição em Umbuzeiro, formados pelas Comissões Provisórias Municipais do  PSB, PTC, PRB, PTN, PT do B, PPS e do Diretório M...

45e8387f6c6b416e2178552f488f805c.html]

RÁDIO UMBUNET

RÁDIO UMBUNET
Clique e ouça pelo celular

ENQUETE: ELEIÇÕES 2016

14 de outubro de 2016

TJPB condena 62 prefeitos, ex-gestores; veja nomes


O Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB) divulgou, na manhã desta sexta-feira (14), o resultado do julgamento de 139 ações de improbidade, crimes contra administração pública, fraudes em licitações e crimes de responsabilidade movidas contra prefeitos, ex-gestores e outras pessoas que exercem ou exerceram funções em municípios do estado. Ao todo, foram declaradas 89 condenações a 62 investigados, incluindo o presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), deputado Adriano Galdino (PSB). Existem acusados com mais de um processo. Outras 23 pessoas foram absolvidas.Acesse aqui a lista com todos os nomes.
As decisões são resultado da análise dos processos referentes a Meta 4 do Conselho Nacional de Justiça e foram divulgadas no Fórum Affonso Campos, em Campina Grande, pelo juiz coordenador Aluízio Bezerra Filho.  A equipe de juízes e assessores, que tem jurisdição cumulada em todo o Estado nessas modalidades de ações judiciais, percorreu todas as comarcas despachando, decidindo e recolhendo processos para sentenças.
A meta estabelecida pelo CNJ é que sejam julgados 70% do estoque de processos que foram distribuídos até dezembro de 2013. Na projeção do juiz Aluízio Bezerra, a expectativa é que a meta de 70%, ou seja, 100% do fixado pelo CNJ, é um desafio em virtude de muitos processos ainda se encontrarem em fase de tramitação, e que o trabalho no momento é impulsionar esses processos.
“O Tribunal de Justiça da Paraíba ao priorizar os trabalhos da Meta 4/CNJ revela o seu firme propósito de celeridade processual nos feitos que apuram desvios de conduta e de recursos públicos, atendendo assim, um anseio da sociedade em ver respostas rápidas aos malfeitos de gestores públicos”, afirmou o juiz Aluizio Bezerra.
Portal Correio

Artigos Relacionados:

0 comentários:

Postar um comentário

AS MAIS LIDAS DA SEMANA