PB: Lista de Contas Reprovadas do TCE leva pré-candidato a Prefeito desistir da disputa ~ Umbuzeiro Notícias

WHATSAPP

WHATSAPP
Fatos & Fotos

ELEIÇÕES 2016

CLTR TV

Paraíba com memória

CLIQUE NA IMAGEM OU AQUI PARA LER MAIS TEXTOS

O que achou do site?

EM QUEM VOCÊ VAI VOTAR PARA O CONSELHO TUTELAR DE UMBUZEIRO

OBSERVAÇÃO

Onde se lê: 11 - MARLO leia-se: 11 - MARLON

Partidos de oposição em Umbuzeiro realizam convenção no dia 30 de julho

Os partidos de oposição em Umbuzeiro, formados pelas Comissões Provisórias Municipais do  PSB, PTC, PRB, PTN, PT do B, PPS e do Diretório M...

45e8387f6c6b416e2178552f488f805c.html]

RÁDIO UMBUNET

RÁDIO UMBUNET
Clique e ouça pelo celular

ENQUETE: ELEIÇÕES 2016

23 de junho de 2016

PB: Lista de Contas Reprovadas do TCE leva pré-candidato a Prefeito desistir da disputa


Aliados do ex-prefeito Zé Regis (PDT) informaram, nesta quarta-feira (22), que o pedetista desistiu de concorrer à Prefeitura de Cabedelo nas eleições deste ano, depois que seu nome foi citado na lista dos gestores com contas reprovadas pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE-PB). A relação com os políticos ‘fichas sujas’ foi entregue na última segunda-feira (20) ao Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB).

Ainda de acordo com aliados do ex-prefeito, além de desistir da disputa, Zé Régis teria decidido abrir mão de lançar a esposa, Eneide Regis (PDT), em seu lugar. “O ex-prefeito ouviu amigos e uma grande banca de advogados e, depois disso, chegou à conclusão de que a contribuição dele a Cabedelo já foi dada”, disse uma fonte com trânsito livre junto à família do ex-gestor. “Ele está decidido a não participar da eleição deste ano, inclusive, não apoiando nenhum das candidaturas postas”, acrescentou.
Nos bastidores da política de Cabedelo, as informações dão conta de que a ideia de Ze Régis era lançar a esposa candidata a prefeita e, em caso de vitória, administrar a cidade mesmo sem ter mandato.
Sabia mais
Zé Regis foi prefeito de Cabedelo em três oportunidades, tendo encerrado seu último mandato com 70% de rejeição da população, em 2012. Além de ter tido várias contas reprovadas pelo TCE-PB, o ex-prefeito cabedelense enfrentar problemas junto ao Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB).
No mês passado, Zé Regis foi condenado pela Câmara Criminal do TJPB ao pagamento de pena pecuniária R$ 48 mil, além de detenção um ano e quatro meses, a ser cumprida na modalidade de prestação de serviços à comunidade.
De acordo com os autos, entre 2006 e 2010, como prefeito de Cabedelo, Zé Régis admitiu várias pessoas sem concurso público para exercerem funções na administração municipal, sob a suposta situação de necessidade temporária e excepcional interesse público.
Segundo o desembargador João Benedito da Silva, o ex-prefeito Zé Regis era ciente da ilicitude e da consequências de sua conduta e teve a intenção de burlar a Constituição Federal, em seu artigo 37, incisos II e IX, e artigo 3º (caput) e parágrafo único, como o artigo 12, inciso II, todos da Lei Municipal de Cabedelo, nº 1.011/2001.
ParaíbaJá

Artigos Relacionados:

0 comentários:

Postar um comentário

AS MAIS LIDAS DA SEMANA