De Aroeiras: Raísa Haziel faz transplante de medula óssea ~ Umbuzeiro Notícias

WHATSAPP

WHATSAPP
Fatos & Fotos

ELEIÇÕES 2016

CLTR TV

Paraíba com memória

CLIQUE NA IMAGEM OU AQUI PARA LER MAIS TEXTOS

O que achou do site?

EM QUEM VOCÊ VAI VOTAR PARA O CONSELHO TUTELAR DE UMBUZEIRO

OBSERVAÇÃO

Onde se lê: 11 - MARLO leia-se: 11 - MARLON

Partidos de oposição em Umbuzeiro realizam convenção no dia 30 de julho

Os partidos de oposição em Umbuzeiro, formados pelas Comissões Provisórias Municipais do  PSB, PTC, PRB, PTN, PT do B, PPS e do Diretório M...

45e8387f6c6b416e2178552f488f805c.html]

RÁDIO UMBUNET

RÁDIO UMBUNET
Clique e ouça pelo celular

ENQUETE: ELEIÇÕES 2016

23 de dezembro de 2015

De Aroeiras: Raísa Haziel faz transplante de medula óssea

Desde março deste ano, Raísa Haziel Barbosa, 17 anos, foi diagnosticada com Leucemia Mielóide Aguda. Após sete ciclos de quimioterapias, perfazendo seis longos meses, o doador com medula óssea compatível foi localizado na Alemanha. Acompanhada dos pais, irmão e madrasta, no dia 16 de outubro ela viajou para Curitiba, cidade onde realizaria seu transplante de medula óssea (TMO). Já no Hospital Nossa Senhora das Graças, ela realizou mais três ciclos quimioterápicos para, enfim, estar apta ao transplante que foi realizado no último dia 03 de dezembro.

Ela foi internada aguardando a tão falada "Pega da Medula", que é quando a medula do doador começa a funcionar em seu organismo, produzindo seu novo sangue. Essa "pega" pode acontecer entre 12 a 21 dias, podendo se estender a 30 dias após a infusão das células tronco. Em contato com a nossa reportagem, o pai de Raísa, o Dr. Joaquim Barbosa, Juiz de Direito em Surubim, assim como seus familiares, mostraram-se bastante confiantes quanto ao resultado positivo do procedimento.

Foto: Divulgação/Reprodução

O magistrado está muito agradecido a Deus, que permitiu que sua filha esteja tendo a oportunidade de restaurar sua saúde e ao doador que, por normas do sistema, continua desconhecido. "Ele deu prova de amor ao próximo, doando um pouco de sua medula para salvar a vida de alguém que nem sabia quem era", disse. Continuou expressando seus sentimentos de gratidão a todas as doações de sangue, realizadas em prol de Raísa no curso do tratamento, aos novos cadastros voluntários de doadores de medula óssea na expectativa de ajudá-la. Ao concluir, agradeceu as orações e manifestações de carinho que recebeu de todos que desejam juntamente com Raísa e seus familiares a tão sonhada cura da leucemia.

Do Correio do Agreste / Mais Casinhas

Artigos Relacionados:

0 comentários:

Postar um comentário

AS MAIS LIDAS DA SEMANA