Abertura de impeachment de prefeita de Desterro-PB tem briga e quebra-quebra na Câmara ~ Umbuzeiro Notícias

WHATSAPP

WHATSAPP
Fatos & Fotos

ELEIÇÕES 2016

CLTR TV

Paraíba com memória

CLIQUE NA IMAGEM OU AQUI PARA LER MAIS TEXTOS

O que achou do site?

EM QUEM VOCÊ VAI VOTAR PARA O CONSELHO TUTELAR DE UMBUZEIRO

OBSERVAÇÃO

Onde se lê: 11 - MARLO leia-se: 11 - MARLON

Partidos de oposição em Umbuzeiro realizam convenção no dia 30 de julho

Os partidos de oposição em Umbuzeiro, formados pelas Comissões Provisórias Municipais do  PSB, PTC, PRB, PTN, PT do B, PPS e do Diretório M...

45e8387f6c6b416e2178552f488f805c.html]

RÁDIO UMBUNET

RÁDIO UMBUNET
Clique e ouça pelo celular

ENQUETE: ELEIÇÕES 2016

22 de dezembro de 2015

Abertura de impeachment de prefeita de Desterro-PB tem briga e quebra-quebra na Câmara

Uma sessão da Câmara Municipal de Desterro, no Sertão da Paraíba, a 368 km de João Pessoa, que teve na pauta a abertura de um processo de impeachment contra a prefeita Rosângela de Fátima Leite (PSB), teve briga entre pessoas que estavam no local e um intenso quebra-quebra, que terminou com vários danos ao patrimônio do estabelecimento no início dos trabalhos legislativos, na tarde desta segunda-feira (21). Não houve feridos e os prejuízos não foram contabilizados.

Com a confusão, o presidente da Câmara, Ermano Ferreira, solicitou a presença da Polícia Militar no local. Os agentes se deslocaram do município vizinho de Teixeira. Enquanto isso, conforme o capitão Lima Filho, que coordenou a operação, todos os suspeitos de envolvimento no fato fugiram. Ninguém foi detido.

“Quando chegamos lá, com duas viaturas e pelo menos oito homens, já tinham quebrado várias cadeiras, bancadas dos vereadores, o sistema de som e uma placa em homenagem a um ex-prefeito”, contou o capitão. Ele acrescentou que os vereadores pediram que a PM ficasse no local até o fim da sessão, que seguiu normalmente na sala da presidência e teve como resultado a aprovação da constituição de uma comissão para analisar o processo de impeachment da prefeita.

Ela é acusada de Crime de Desobediência da Ordem Legal (descumprimento judicial) e Crime de Responsabilidade. A abertura do processo de impeachment dela foi determinada pela Justiça através da comarca de Teixeira.

Uma testemunha que não quis se identificar revelou que as pessoas envolvidas no quebra-quebra são ligadas à prefeita e a um irmão dela, que é vereador e havia sido afastado dos trabalhos relacionados ao processo de impedimento da gestora em virtude de natural suspeição por ele ser parente.

A redação do Portal Correio tentou entrar em contato com a prefeita Rosângela de Fátima Leite, mas as ligações não foram atendidas.

Na noite desta segunda, o presidente da Câmara e três vereadores se dirigiram à Delegacia de Polícia Civil de Patos, que fica responsável pelas ocorrências da região, para prestar queixa sobre o fato. Eles levaram consigo uma filmagem que foi feita no momento da confusão, o que pode ser decisivo na identificação dos envolvidos.

Fonte/Portal Correio
Imagens/Thadeu Filmagens/Montagem - Portal Correio

Artigos Relacionados:

0 comentários:

Postar um comentário

AS MAIS LIDAS DA SEMANA