TCE aprova contas de 2012 da Câmara de Umbuzeiro ~ Umbuzeiro Notícias

WHATSAPP

WHATSAPP
Fatos & Fotos

ELEIÇÕES 2016

CLTR TV

Paraíba com memória

CLIQUE NA IMAGEM OU AQUI PARA LER MAIS TEXTOS

O que achou do site?

EM QUEM VOCÊ VAI VOTAR PARA O CONSELHO TUTELAR DE UMBUZEIRO

OBSERVAÇÃO

Onde se lê: 11 - MARLO leia-se: 11 - MARLON

Partidos de oposição em Umbuzeiro realizam convenção no dia 30 de julho

Os partidos de oposição em Umbuzeiro, formados pelas Comissões Provisórias Municipais do  PSB, PTC, PRB, PTN, PT do B, PPS e do Diretório M...

45e8387f6c6b416e2178552f488f805c.html]

RÁDIO UMBUNET

RÁDIO UMBUNET
Clique e ouça pelo celular

ENQUETE: ELEIÇÕES 2016

18 de março de 2015

TCE aprova contas de 2012 da Câmara de Umbuzeiro

Foto Reprodução - TCE
O Tribunal de Contas da Paraíba, reunido na manhã desta quarta-feira (18), aprovou as contas, com ressalvas, do exercício de 2012, da Câmara Municipal de Umbuzeiro. Ainda houve aprovação às contas de 2013 oriundas das Câmaras de Vereadores dos municípios de São Francisco, Lucena, Guarabira, São Miguel de Taipu, Serraria, Bom Jesus e Lagoa (com ressalvas, nos cinco últimos casos). 
O TCE emitiu pareceres favoráveis à aprovação das contas de 2013 encaminhadas pelos prefeitos de Riachão do Bacamarte (José Gil Mota Tito), Vieirópolis (Antonio César Braga) e São José da Lagoa Tapada (Evilásio Formiga Lucena Neto). Aprovou, ainda, desta vez em grau de recurso, as contas do ex-prefeito de Itaporanga, Djaci Farias Brasileiro, exercício de 2010.
Despesas irregulares ocasionaram, todavia, a desaprovação às contas de 2012 do ex-presidente da Câmara Municipal de Pitimbu, Elcias de Azevedo Silva, a quem foi imposto o débito de R$ 11.324,00, conforme voto do relator do processo, conselheiro Fernando Catão, do qual ainda cabe recurso.
Na mesma sessão plenária, o TCE considerou procedente denúncia formulada por vereadores de Gado Bravo acerca de gastos excessivos com aquisição de peças para veículos ordenados, no exercício de 2009, pelo prefeito Austerliano Evaldo Araújo, a quem foi imposto o débito de R$ 9.747,40, como propôs o relator Antonio Cláudio Silva Santos. Também cabe recurso dessa decisão.
Os processos constantes da pauta de julgamentos representavam movimentação de recursos da ordem de R$ 94.895.743,62. Participaram da sessão plenária conduzida pelo presidente Arthur Cunha Lima os conselheiros Arnóbio Viana, Nominando Diniz, Fernando Catão e André Carlo Torres Pontes. Também, os conselheiros substitutos Antonio Gomes Vieira Filho, Antonio Cláudio Silva Santos, Marcos Costa e Renato Sérgio Santiago Melo. O Ministério Público de Contas esteve representado pela procuradora Sheyla Barreto Braga de Queiroz.
Ascom/TCE – Frutuoso Chaves - 18 03 15

Artigos Relacionados:

0 comentários:

Postar um comentário

AS MAIS LIDAS DA SEMANA