Ex-prefeito de Umbuzeiro, Carlos Pessoa Neto, tem os Direitos Políticos Cassados ~ Umbuzeiro Notícias

WHATSAPP

WHATSAPP
Fatos & Fotos

ELEIÇÕES 2016

CLTR TV

Paraíba com memória

CLIQUE NA IMAGEM OU AQUI PARA LER MAIS TEXTOS

O que achou do site?

EM QUEM VOCÊ VAI VOTAR PARA O CONSELHO TUTELAR DE UMBUZEIRO

OBSERVAÇÃO

Onde se lê: 11 - MARLO leia-se: 11 - MARLON

Partidos de oposição em Umbuzeiro realizam convenção no dia 30 de julho

Os partidos de oposição em Umbuzeiro, formados pelas Comissões Provisórias Municipais do  PSB, PTC, PRB, PTN, PT do B, PPS e do Diretório M...

45e8387f6c6b416e2178552f488f805c.html]

RÁDIO UMBUNET

RÁDIO UMBUNET
Clique e ouça pelo celular

ENQUETE: ELEIÇÕES 2016

18 de setembro de 2014

Ex-prefeito de Umbuzeiro, Carlos Pessoa Neto, tem os Direitos Políticos Cassados


O juiz Chalegre do Rêgo Barros, da 6ª Vara Federal, condenou o ex-prefeito de Umbuzeiro, Carlos Pessoa Neto, a perda dos direitos políticos pela prática de improbidade administrativa. O ex-gestor foi denunciado pelo Ministério Público Federal por irregularidades na contratação de dois convênios firmados com a Funasa para obras de esgotamento sanitário.

Carlos Pessoa Neto também está obrigado a devolver aos cofres públicos o valor R$ 629.533,69, além de estar proibido, por cinco anos, de contratar com o Poder Público ou receber benefícios, incentivos fiscais ou creditícios.

De acordo com a acusação do Ministério Público Federal, a prefeitura de Umbuzeiro pagou o valor de R$ 412.647,90 à empresa Construtora JL Ltda, e R$ 206.757,67 à empresa Cobeza Construtora Ltda, mas os serviços não foram realizados.

Saiba mais em: http://web.jfpb.jus.br/consproc/lista_publ.asp?CodRelac=2014000198&NumRelac=2014.000198&DtPubl=18/09/2014&NomeLocFis=6 a. VARA FEDERAL&CodSecao=82&CodLocFis=6

Fonte: http://portalcorreio.uol.com.br/noticias/justica/federal/2014/09/18/NWS,246516,40,269,NOTICIAS,2190-EX-PREFEITO-UMBUZEIRO-DIREITOS-POLITICOS-CASSADOS.aspx

Artigos Relacionados:

0 comentários:

Postar um comentário

AS MAIS LIDAS DA SEMANA